Objectivos

IN_LEARNING centra-se em ambientes de aprendizagem activa (3A) no contexto da educação secundária e superior. 3A corresponde a contextos educativos de elevado desempenho concebidos para dar resposta a estratégias pedagógicas centradas no trabalho dos alunos i.e. espaços projectados para facilitar a aprendizagem colaborativa, promover e potenciar contactos informais e experiências de aprendizagem contínua.

São objectivos do projecto IN_LEARNING:

  • identificar os contextos espaciais que melhor sustentam os modos de aprendizagem activa e as estratégias pedagógicas centradas no trabalho dos alunos;
  • analisar as implicações dos modos de aprendizagem activa e as estratégias pedagógicas centradas no trabalho dos alunos no espaço físico, i.e. os requisitos espaciais dos 3A;
  • explorar o modo como o espaço físico suporta actividades de aprendizagem formais e colaborativas, promove e potencia contactos informais e experiências de aprendizagem contínua;
  • identificar os desenvolvimentos necessários no futuro próximo.

Justificação

O projecto justifica-se pela importância da qualidade arquitectónica dos equipamentos educativos para o sucesso do processo de ensino-aprendizagem. Verifica-se que a adopção de estratégias pedagógicas centradas no trabalho dos alunos e modos de aprendizagem activa criou pressões sobre os equipamentos educativos existentes, concebidos de acordo com um modelo único de ensino-aprendizagem centrado no professor, nomeadamente:

  • O impacto dos métodos de aprendizagem centrados nos alunos (baseados na resolução de problemas específicos) e no estudo reflexivo e trabalho de grupo, implica actividades de aprendizagem mais sociavelmente responsáveis e reflexivas, nas quais alunos e professores colaboram, para a resolução de um problema, num contexto específico (ex. estúdios, laboratórios).
  • O aumento da percentagem de utilização do computador nas tarefas de ensinar e aprender implica um ambiente de aprendizagem integrador de espaço e tecnologias digitais.
  • Alunos e professores consomem grande parte do tempo fora das aulas. O tempo utilizado em ambientes socialmente interactivos discutindo trabalho académico, ou tópicos relacionados, assim como em “eventos de aprendizagem”, faz parte integrante do processo de aprendizagem. Esse processo acontece de modo flexível e informal em contextos casuais (i.e. “learning hubs”, alcovas, átrios, salas de convívio) os quais permitem grande tolerância quanto a ruído e tipos de actividades.

Actualmente, a aprendizagem é entendida como um processo descentralizado que ocorre em qualquer momento e em qualquer lugar. Os 3A devem motivar os alunos e promover a aprendizagem como uma actividade, sustentar práticas colaborativas bem como formais, providenciar ambientes personalizados, inclusivos e flexíveis face à mudança de necessidades. Tal implica uma necessidade crescente de:

  • Espaços de aprendizagem flexíveis que promovam trocas interactivas de conhecimento;
  • Recintos para aprendizagem informal e áreas de socialização para os alunos que permitam a colaboração e troca de informação segundo um processo social e casual.